Notícias Hotelaria Profissional
Newsletter
Cadastro Newsletter
Busca
PUBLICIDADE
Banner topo Cozinha Profissional HP Anuncie
Cozinha Profissional
10/07/2014 - 09h42
Em mês de Copa, Rio tem maior inflação nas diárias de hotéis
Mundial puxou preços de serviços em todas as regiões da cidade. Em junho, IPCA desacelerou, mas já estoura teto da meta.

RIO - A desaceleração da inflação puxada pela queda nos preços dos alimentos poderia ter sido mais intensa em junho, não fosse o chamado efeito Copa. E no Rio, palco da finalíssima, a influência do Mundial foi a maior entre as 13 regiões pesquisadas pelo IBGE. Em junho, a região metropolitana registrou alta de 43,52% nas diárias de hotéis, maior avanço do país. Em segundo lugar, vem Fortaleza, que também recebeu jogos do torneio, com aumento de 41,59%.

Com a alta, o Rio permaneceu na liderança dos preços ao consumidor, com IPCA de 7,33% no acumulado em 12 meses, seguida por Porto Alegre, com 7,23% e Curitiba, 7,21%. A média nacional ficou em 6,52%, ultrapassando o teto da meta pela primeira vez desde junho do ano passado, quando o índice chegou a 6,7%.

Os preços na região metropolitana fluminense se comportaram em linha com o índice nacional, puxados por despesas pessoais e de transportes. O principal impacto veio de passagem aérea que subiu 33,53%, a terceira maior variação entre as regiões, seguida por diárias de hotéis.

A inflação das diárias foi a maior pressão sobre o resultado nacional de junho, segundo os dados divulgados nesta terça-feira pelo IBGE. O item respondeu por 0,11 ponto percentual do indicador, subindo 25,33%. Já as tarifas aéreas aumentaram 21,95%, contribuindo com 0,09 ponto percentual sobre o índice e puxando para cima o grupo transportes, que subiu 0,37% após ter recuado 0,45% no mês anterior.
Fonte: O Globo - 08/07/2014

Untitled Document
Editora Nova Gestão Ltda. | Tels.: (11) 3562-3166 | (11) 3562-3170


Site desenvolvido por Lucia Cavalcanti