Notícias Hotelaria Profissional
Newsletter
Cadastro Newsletter
Busca
PUBLICIDADE
Banner topo Cozinha Profissional HP Anuncie
Cozinha Profissional
23/04/2015 - 12h25
Dados confirmam crescimento do turismo de negócios e eventos
Segundo Ministério do Turismo, segmento cresceu 400% de 2003 a 2013 e tem na WTM Latin America um apoio para a expansão

O turismo de negócios e eventos se tornou uma das maiores fontes de renda da indústria nacional de viagens na última década, uma vez que o aumento do fluxo de empresários e trabalhadores gera demanda aos destinos em seus períodos de baixa temporada.

De acordo com um estudo do Ministério do Turismo, o segmento é o segundo maior fator de atração de visitantes estrangeiros, respondendo por 25,3% dos turistas internacionais que vêm ao país. O gasto médio diário dos turistas que viajam a negócios é de US$ 102,18, valor 50% maior que o do turista de lazer.

Os viajantes a negócios prestigiaram 62 eventos internacionais no Brasil em 2003. Dez anos depois, esse número subiu para 315, um crescimento de cerca de 400%. O número de cidades brasileiras que sediou eventos internacionais também subiu no período: passou de 22 para 54, alta de 145%.

“A escolha do Brasil como sede latino americana da WTM de Londres foi um reconhecimento da nossa capacidade de realizar grandes eventos. O Brasil avança cada vez mais como destino de grandes feiras e hoje ocupa a 9ª posição no ranking mundial de turismo de negócios. Eventos como a WTM têm o poder de atrair negócios, criar novas tendências e encontrar soluções inovadoras para atender aos anseios de um mercado consumidor, cada vez mais exigente”, afirma Henrique Alves, novo Ministro do Turismo.

A vocação para o segmento se destacou em uma década marcada pela efervescência de megaeventos realizados no Brasil, como a conferência Rio +20, a Jornada Mundial da Juventude, grandes festivais musicais e esportivos.

A Copa do Mundo da Fifa em 2014 é o auge até o momento. O setor hoteleiro comercializou 980 mil diárias e os 21 principais terminais aeroportuários receberam 17,8 milhões de passageiros, por exemplo.

Os eventos deram grande visibilidade ao Brasil, que conquistou do status internacional de bom anfitrião: 95% dos visitantes estrangeiros da Copa do Mundo têm intenção de retornar ao Brasil.

Investimentos

O governo federal está investindo para conferir qualidade internacional ao segmento. Por meio do PAC do Turismo, R$ 680 milhões foram investidos na construção e reforma de centros de convenções no país. O objetivo é dar início a uma parceria mais afinada com o setor, um plano estratégico para a economia do turismo no Brasil.

Fonte: Agência de Notícias do Turismo

Untitled Document
Editora Nova Gestão Ltda. | Tels.: (11) 3562-3166 | (11) 3562-3170


Site desenvolvido por Lucia Cavalcanti