Notícias Hotelaria Profissional
Newsletter
Cadastro Newsletter
Busca
PUBLICIDADE
Banner topo Cozinha Profissional HP Anuncie
Cozinha Profissional
28/07/2014 - 09h44
Hóspedes pagam quanto querem em iniciativa de hotéis de Paris
Iniciativa reúne cinco hotéis três e quatro estrelas da capital francesa até o dia 10 de agosto

Que tal passar uma noite em um hotel parisiense e pagar o que estima ser o "preço justo" pela estada? É o que prevê a operação "pague o que quiser", lançada por cinco hotéis da capital francesa. A iniciativa, que ficará em vigor até 10 de agosto, reúne hotéis três e quatro estrelas situados nos 9° e 11° distritos de Paris, próximos, respectivamente, aos bairros da Ópera (além de Montmartre) e da Bastilha.

"A ideia é dar a palavra aos clientes e descobrir quanto eles querem pagar pelo produto oferecido", disse à BBC Brasil Aldric Duval, que lançou a iniciativa. Ele é proprietário do hotel La Tour d’Auvergne, um quatro estrelas que integra a Châteaux & Hôtels Collection, de hotéis de charme em vários países.

O objetivo, segundo Duval, "é fazer com que os clientes reflitam sobre os serviços prestados e sobre a hotelaria em geral". "Pode ser difícil para os hóspedes entenderem os preços praticados. Sites (de viagens) oferecem tarifas diferentes para o mesmo hotel. Isso permite saber qual preço é considerado justo", afirma.

Os hotéis reservam um a dois quartos diariamente para a operação. A reserva deve ser obrigatoriamente feita no site Payez ce que vous voulez (Pague quanto quiser).

A tarifa média do La Tour d’Auvergne, com 26 quartos, é de 180 euros (cerca de R$ 536). Os clientes que já se beneficiaram do sistema, lançado na segunda-feira, pagaram em média 140 euros (R$ 417), segundo o proprietário. "Eu já sabia que as pessoas não iriam pagar o preço fixado", diz ele, acrescentando esperar que "não haja abusos".

"Não é uma operação de promoção e sim de preço justo, de confiança com a clientela", ressalta. Por esse motivo, a iniciativa não inclui hotéis mais modestos, com apenas uma ou duas estrelas, onde o turista procura os preços mais baratos possíveis. Duval afirma que poderá reduzir as tarifas de seu hotel caso boa parte dos clientes pague menos do que os preços praticados. A operação também poderá ser renovada, afirma.

Esse tipo de iniciativa pode não ser vantajosa em termos financeiros caso os clientes decidam pagar bem menos do que os preços praticados, mas garante ampla divulgação do estabelecimento. Duval disse que o hotel está registrando "muitas reservas" nesse período, inclusive de clientes franceses que provavelmente leram notícias a respeito.
Fonte: BBC Brasil - 24/07/2014

Untitled Document
Editora Nova Gestão Ltda. | Tels.: (11) 3562-3166 | (11) 3562-3170


Site desenvolvido por Lucia Cavalcanti